A realidade oculta de bases militares subterrâneas
loading...

A realidade oculta de bases militares subterrâneas

O sigilo corre solto em nosso mundo, e múltiplas investigações descobriram que trilhões e mais trilhões de dólares dos impostos (EUA) estão indo para programas que nós nem imaginamos que existam.

realidade oculta de bases militares subterrâneas

É incrível quanto dinheiro é extraído de cada salário e quanto dinheiro várias pequenas e grandes empresas pagam.

É-nos dito que ele é necessário, que este é o dinheiro que vai para vários programas que são responsáveis ​​pela construção das escolas, empregando pessoas para os serviços necessários e infra-estrutura, entre muitas outras coisas. É realmente impressionante quanto dinheiro os governos acumulam com os impostos, e é ainda mais surpreendente como grande parte desse dinheiro está financiando programas de orçamento negro e outros programas que não são a favor das pessoas.

Programas de orçamento negro incluem Programas de Acesso Especial (de sigla em inglês, SAPs). Esses programas não existem publicamente, mas de fato existem. Eles são mais conhecidos como ‘deep black projects‘. Um relatório de 1997 do Senado dos EUA descreveu-os como “tão sensíveis que estão isentos das exigências de relatórios padrão ao Congresso”.

De quanto dinheiro estamos falando? A investigação mais recente foi conduzida pelo economista e professor do estado de Michigan, Mark Skidmore, ao lado de alguns de seus alunos de pós-graduação, bem como Catherine Austin Fitts, ex-secretária assistente de Habitação e Desenvolvimento Urbano. Eles descobriram trilhões de dólares não contabilizados desaparecidos do Departamento de Habitação e Desenvolvimento Urbano, bem como do Departamento de Defesa.

Alguns desses programas envolvem a construção de bases militares subterrâneas profundas, conhecidas como DUMBs (sigla em inglês para Deep Underground Military Bases). Além disso, parte desse dinheiro também está indo para a construção de bases militares submarinas, no fundo dos oceanos.

Essas bases empregam um nível de tecnologia muito alto e sofisticado, e o que está acontecendo lá é extremamente secreto.

Em 1987, o Diretor de Engenharia e Construção do Corpo de Engenheiros do Exército dos EUA, Lloyd A. Duscha, fez um discurso em uma conferência de engenharia intitulada “Instalações Subterrâneas de Defesa – Experiência e Lições”. No primeiro parágrafo de seu discurso ele afirma o seguinte:

Depois da Segunda Guerra Mundial, fatores políticos e econômicos mudaram o quadro da construção subterrânea e causaram um interesse renovado em “pensar no subsolo”. Como resultado desse interesse, o Corpo de Engenheiros se envolveu no projeto e construção de alguns projetos militares muito complexos e interessantes Embora o programa da conferência indique que o tópico é “Instalações Subterrâneas para a Defesa – Experiência e Lições”, devo me desviar um pouco, porque várias das instalações mais interessantes que foram projetadas e construídas pelo Corpo de Engenheiros são altamente secretas.

– Lloyd A. Duscha, Underground Facilities for Defense – Experience and Lessons,” in Tunneling and Underground Transport: Future Developments in Technology. Economics and Policy, ed. F.P. Davidson (New York: Elsevier Science Publishing Company, Inc., 1987, pp. 109-113.)

(Fonte)

Você também deve apreciar:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *