Alerta - Petição contra o fim das bolsas de pós-graduação no Brasil
loading...

Alerta – Petição contra o fim das bolsas de pós-graduação no Brasil

Petição * Urgente
CAPES diz ao Ministério da Educação – MEC que orçamento atual fará pós-graduação parar no ano que vem.
É, na prática, o fim do sistema de pós-graduação no país.

Presidente da CAPES, que é o principal órgão de fomento de pesquisa no país, afirma que com a proposta orçamentária de Michel Temer, todas as bolsas de mestrado, doutorado e pós-doutorado do país deixarão de ser pagas em agosto de 2019, sendo 245 mil pesquisadores afetados! Também acabará o PIBID (Programa Institucional de Bolsas de Iniciação à Docência), do Programa Nacional de Formação de Professores da Educação Básica e a Cooperação Internacional.

Se você está indignado nos ajude a divulgar esta petição para o maior número de pessoas.
Precisamos do máximo de assinaturas para lutar contra a destruição do que sobrou das áreas de Educação no Brasil.

* Urgente * Petição Contra os cortes de bolsas de Pós-Graduação

Diogo Lean

ALERTA CAPES diz ao Ministério da Educação - MEC que orçamento atual fará pós-graduação parar no ano que vem.
É, na prática, o fim do sistema de pós-graduação no país.

Presidente da CAPES, que é o principal órgão de fomento de pesquisa no país, afirma que com a proposta orçamentária de Michel Temer, todas as bolsas de mestrado, doutorado e pós-doutorado do país deixarão de ser pagas em agosto de 2019, sendo 245 mil pesquisadores afetados! Também acabará o PIBID (Programa Institucional de Bolsas de Iniciação à Docência), do Programa Nacional de Formação de Professores da Educação Básica e a Cooperação Internacional.

Se você está indignado nos ajude a divulgar esta petição para o maior número de pessoas.
Precisamos do máximo de assinaturas para lutar contra a destruição do que sobrou das áreas da Educação no Brasil.

Nós ainda sonhamos com um futuro digno para todos e temos a certeza que o único caminho possível é através da Ciência / Educação. As pesquisas científicas permitem a evolução tecnológica que fortalece a indústria e economia, permitem os avanços na medicina que cura as pessoas, liberta o homem das trevas para que possa raciocinar por si próprio rumo ao conhecimento.

© Enigmas do Universo, 2018

**your signature**



REFERÊNCIA NOTA OFICIAL: https://sei.capes.gov.br/sei/controlador_externo.php?acao=documento_conferir&codigo_verificador=0746852&codigo_crc=6755A444&hash_download=ef5e65b749e9b6a0c124c56e438345f0dbb86d4b097fccd29f4b4221365642ee971b5a5e507aea925d83d67d1d4d79f08696fa5be30b507aa19122ff68c396a9&visualizacao=1&id_orgao_acesso_externo=0

Compartilhe com os amigos:

   

REFERÊNCIA NOTA OFICIAL: https://sei.capes.gov.br/sei/controlador_externo.php?acao=documento_conferir&codigo_verificador=0746852&codigo_crc=6755A444&hash_download=ef5e65b749e9b6a0c124c56e438345f0dbb86d4b097fccd29f4b4221365642ee971b5a5e507aea925d83d67d1d4d79f08696fa5be30b507aa19122ff68c396a9&visualizacao=1&id_orgao_acesso_externo=0

 

Veja a gravidade da situação:
O teto de gastos congelou as despesas públicas brasileiras por VINTE ANOS nas áreas já sucateadas da saúde, educação, segurança, cultura, ciência, tecnologia, infraestrutura.

Quando dizem que o governo não tem 300 milhões necessários para pagar as bolsas de estudo de mais de 240 mil pesquisadores e professores seria interessante refletir sobre alguns dados curiosos:

– Só o fundo partidário este ano ultrapassou 1, 5 bi

– O auxílio moradia de cerca de 18 mil juízes custa 900 milhões

– Governo federal gastou R$ 795,8 milhões com publicidade em 2017

– Após gastar 200 mil em cortinas a Câmara abriu licitação para gastar 1,5 milhões em um piso novo para o congresso

– Gastos com viagens injustificáveis de representantes do governo ultrapassam 700 milhões em 6 meses. Só o presidente da câmera gastou R$600 mil em três meses para ir e voltar para casa

– Governo federal gastou R$ 82 milhões com flores e jardins em um ano

* A lista continua, mas acredito que o ponto ficou claro

Você também deve apreciar:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *