Alienígenas estão tentando fazer o primeiro contato através de raios gama
loading...

Alienígenas estão tentando fazer o primeiro contato através de raios gama

Dr. John Ball, um astrônomo do Massachusetts Institute of Technology (MIT), acredita que as explosões estranhas contêm informações de civilizações em mundos distantes.

De acordo com um trabalho de pesquisa intitulado ‘Gamma Ray Bursts (GRBs)’ (Explosões de Raios Gama), o Dr. Ball afirmou que a rajada de dois milésimos de segundo contém quintillion de informações.

 

Ele acrescentou:

GRBs podem ser sinais transmitidos por civilizações extraterrestres.

A forma temporal das rajadas no transmissor é provavelmente um pulso simples e as formas complexas que vemos são devidas às distorções em rota principalmente pela lente gravitacional.

Tanto quanto sabemos, os raios gama oferecem a maior largura de banda de comunicação prática no espectro eletromagnético e a única maneira viável de enviar grandes quantidades de informações por sobre as distâncias intergalácticas.

O cientista até acredita que os sinais podem conter “sementes da vida” que possam prosperar em certos planetas.

O Dr. Ball disse:

As mensagens em GRBs podem ser esporos que multiplicam quando pousam em um ambiente de nutrição apropriada.

Eles propagam enormes quantidades de esporos e esperam apenas uma porcentagem mínima para sobreviverem.

A pesquisa encorajará os ovniólogos que estão procurando a prova da vida extraterrestre…

(Fonte)

Mesmo se o Dr. John Ball estiver errado em sua avaliação dessas misteriosas rajadas de raios gama, é muito animador ver um cientista com a mente aberta e audaciosa o suficiente para propor tal teoria envolvendo a vida alienígena inteligente, que é um grande tabu nos círculos científicos de tendência predominante.

Bem como o ótimo exemplo dado pelo Dr. John Ball e alguns outros cientistas, a ciência de tendência predominante deveria parar de tratar a possibilidade de contato extraterrestre como religião – com medo de abalar seus “dogmas” – negando-a veementemente, e ser mais audaciosa e imaginativa para progredir a passos ainda mais largos. Devemos muito à ciência, mas como tudo nesse mundo relacionado ao ser humano, ela pode melhorar ainda mais.

Algo enorme emitiu raios gama a 12 bilhões de anos-luz de distância

Você também deve apreciar:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *