Buraco coronal no Sol libera forte rajada de vento que atinge a Terra neste exato momento
loading...

Buraco coronal no Sol libera forte rajada de vento que atinge a Terra neste exato momento

buraco coronal

O mínimo solar estava bem calmo, até agora!

Como previsto, uma forte rajada de vento solar está atingindo a Terra neste exato momento, causando uma tempestade geomagnética menor de classe G1, sobretudo ao redor dos polos.

Auroras puderam ser vistas até mesmo em regiões como as Dakotas, nos EUA. O material gasoso foi ejetado por um enorme buraco na atmosfera solar – tão grande que suas rajadas poderão continuar influenciando a Terra por outros 2 dias.

A tempestade solar chegou mais cedo do que o previsto, já atingindo a Terra na noite de quarta-feira, 10 de abril.

Buraco coronal registrado pelo Observatório Solar Dynamics em 10 de abril de 2018 - NASA
Buraco coronal registrado pelo Observatório Solar Dynamics em 10 de abril de 2018.
Créditos: NASA / SDO / AIA

Tempestade solares menores como as de classe G1 causam um impacto pequeno na Terra, e geralmente não influenciam os sistemas de energia, naves espaciais ou satélites. O que podemos esperar de tempestades solares como essa são os magníficos shows de auroras polares. Por outro lado, tempestades solares extremas podem causar sérios danos à sociedade e à tecnologia como um todo.

Quando material solar atinge o campo magnético da Terra, ele é parcialmente bloqueado, porém, isso causa distúrbios, podendo inclusive gerar blecautes de rádio e interferir nos sistemas de rede elétrica ao redor do globo. Por sorte, esse não foi o caso, dessa vez…

Você também deve apreciar: