Fotógrafo consegue registrar a única raia de manta rosa do mundo
loading...

Fotógrafo consegue registrar a única raia de manta rosa do mundo

O homem explicou que sua primeira impressão foi que o flash da câmera estava quebrado, mas depois percebeu que estava testemunhando algo único.

Kristian Laine, um fotógrafo profissional, conseguiu capturar com sua câmera o que poderia ser algo único no mundo, um raio de manta de cor rosa.

As belas imagens se tornaram virais nas redes sociais, a cor incomum do animal causou espanto na Internet.

Laine estava mergulhando em uma ilha na Austrália quando repentinamente notou a manta de recife de aproximadamente três metros, que eles chamaram de Inspetor Closeau.

“Eu não fazia ideia de que havia delas cor de rosa, isso realmente me confundiu e pensei que o flash estava quebrado ou estava fazendo algo estranho”

Aparentemente, o inspetor Closeau, como o nome da manta-de-rosa, só foi visto 10 vezes, com Laine sendo a última a testemunhá-la.

De acordo com um grupo de cientistas do Project Manta, a cor rosa é real, mesmo que originalmente se pensasse que fosse devido a uma infecção na pele ou a uma dieta baseada em crustáceos.

Hoje, acredita-se que o animal tenha uma mutação genética na expressão de melanina ou pigmento.

A imagem acima foi publicada recentemente pela Australian Geographic. A cor pouco usual da manta, no entanto, chamou a atenção do público, que cogitou a utilização de Photoshop.

O animal é realmente cor de rosa, no entanto, embora seja a única manta (um animal também chamado de jamanta ou raia-diabo) conhecida dessa tonalidade.

Única no mundo
A manta rosa foi descoberta em um mergulho de 2015 realizado por pesquisadores de um projeto dedicado ao estudo desses animais da Universidade de Queensland, na Austrália.

O animal foi nomeado de “Inspetor Clouseau”, em homenagem ao personagem da série de filmes A Pantera Cor-de-Rosa.

Uma análise realizada em 2016 concluiu que a tonalidade da manta não era devido à infecção de pele ou quaisquer doenças, de forma que os cientistas agora acreditam que a coloração estranha seja apenas uma “expressão única da melanina” desta manta em particular.

Dieta?
É possível que ela tenha adquirido essa cor por conta de sua dieta.

Pense nos flamingos: eles não nascem cor de rosa. Na verdade, suas penas são naturalmente cinzas, mas mudam de tonalidade devido a um corante chamado de cantaxantina obtido ao se alimentarem de determinada espécie de camarão de água salgada.

As mantas se alimentam de zooplâncton e ovas de coral em seu habitat natural, os recifes de coral. Os pesquisadores não creem que a tinta rosa seja local, porém.
A “Inspetor Clouseau” foi vista pela primeira vez em Lady Elliot Island, a mais protegida das enseadas de corais da Grande Barreira de Corais na Austrália. Mantas se alimentam nessa região o ano todo.
Em preto, em preto e branco, e agora em preto e rosa
Um dos maiores peixes do mundo, alcançando até 8,8 metros de largura, as mantas possuem melanina, que ocorre em uma variedade de animais, incluindo humanos.O melanismo, ou o aumento da quantidade de pigmentação em um indivíduo, é raro no mundo marinho. As mantas são os únicos elasmobrânquios a exibir uma coloração toda negra.

A tonalidade em preto e branco é a mais marcante em mantas, mas, ao que tudo indica, elas podem ser pretas e rosa também!

Por enquanto, os cientistas não sabem se a coloração bizarra e exclusiva da “Inspetor Clouseau” tem algum impacto em seu estilo de vida. Vamos ficar de olho! [Forbes]

 

Você também deve apreciar:

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *