Garoto descobre por acaso fóssil raro de peixe de 90 milhões de anos
loading...

Garoto descobre por acaso fóssil raro de peixe de 90 milhões de anos

Passeios turísticos podem render ótimas fotos para o Instagram. E, eventualmente, raras descobertas paleontólogicas. Enquanto passeava pelo Monastério de La Candelária, na Colômbia, um garoto tirou uma fotografia de um peixe fossilizado incrustrado em uma pedra do edifício. A imagem foi enviada para o centro de paleontologia colombiano, que encaminhou o registro para a Universidade de Alberta, no Canadá. Após três anos de análises, os pesquisadores concluíram que a foto captada retrata um raro peixe de 90 milhões de anos chamadoCandelarhynchus padillai, apelidado de “peixe lagarto”.

Essa é a primeira vez que um exemplar do animal é encontrado em território americano, o que fornece maiores informações aos pesquisadores sobre os comportamentos migratórios de espécies aquáticas que viveram há milhões de anos.

De acordo com os paleontólogos, o registro do “peixe lagarto” contou com uma tremenda dose de sorte: o fóssil estava localizado em uma região transformada em  pedreira  — no século 17, as pedras foram transportadas para a construção do mosteiro e o pedaço em que estava o fóssil permaneceu intacto.

Ancestrais das barracudas, ainda não há uma confirmação sobre o motivo que levou a espécie à extinção. Os cientistas acreditam, no entanto, que as mudanças climáticas durante o período Cretáceo — compreendido entre 145 a 66 milhões de anos atrás — foram uma das causas para o desaparecimento do peixe.

O garoto com olhar de pesquisador ainda não foi localizado. Mas, certamente, a ciência tem muito a agradecê-lo…

Você também deve apreciar:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mostrar
Hide Buttons