Grupo de cachorros-vinagre, espécie rara ameaçada de extinção, é registrado em Unidade de Conservação no AM
loading...

Grupo de cachorros-vinagre, espécie rara ameaçada de extinção, é registrado em Unidade de Conservação no AM

Espécie mede cerca de 75 centímetros e pode pesar até oito quilos.

Espécie rara ameaçada de extinção é registrada em Unidade de Conservação do Amazonas — Foto: Sema/Divulgação

Um grupo de cachorros-vinagre (Speothos venaticus), uma das espécies com registros raros na natureza, foi filmada por pesquisadores em uma Unidade de Conservação (UC) no Amazonas, de acordo com a Secretaria de Estado do Meio Ambiente (Sema). A espécie mede cerca de 75 centímetros e pode pesar até oito quilos.

O grupo de quatro animais foi visto no final de fevereiro, em uma das 38 armadilhas fotográficas instaladas na Reserva de Desenvolvimento Sustentável (RDS) do Rio Negro (a 70 quilômetros de Manaus). No entanto, a análise e divulgação das imagens só foi possível em agosto, em virtude da pandemia da Covid-19.

“Esse animal é bem raro de ser registrado em seu habitat natural, sobretudo em uma área que sofre com a pressão urbana”, disse o secretário de Estado do Meio Ambiente, Eduardo Taveira.
De acordo com a Sema, um trabalho de monitoramento é realizado em parceria com o Grupo de Pesquisa de Mamíferos Amazônicos (GPMA), do Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia (Inpa).

“Como não tínhamos informações sobre a ocorrência de cachorros-vinagre na reserva, não esperávamos registrar a espécie, no entanto, ano passado, tivemos o relato de um aluno que avistou um grupo deles em uma atividade de campo. A partir daí ficamos atentos a outros vestígios para captar imagens do animal”, disse Dayse Ferreira, que coordena as pesquisas na RDS do Rio Negro e estuda o comportamento de mamíferos de médio e grande portes em áreas de conservação.

Esta não é a primeira vez que o cachorro-vinagre é registrado em Unidades de Conservação Estaduais do Amazonas. A espécie já foi flagrada por pesquisadores do Instituto Mamirauá na RDS do Amanã e, em 2019, pelo GPMA, na Reserva Biológica do Alto Rio Cuieiras.

Segundo a lista do Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio) de espécies ameaçadas, o cachorro-vinagre é classificado como vulnerável por conta do isolamento da sua espécie. Sua principal ameaça é a degradação de seu habitat causada pelo desmatamento, adensamento humano e doenças como a raiva.

O cachorro-vinagre possui coloração marrom-avermelhada, sendo a cabeça e a região dorsal mais claras, suas pernas e cauda são curtas e as orelhas arredondadas. Ele vive em grupos que podem variar de dois a 12 indivíduos, nos quais existe um casal dominante, que pode reproduzir de um a seis filhotes.

De acordo com a Semas, a espécie ocorre em boa parte do Brasil, mas existem poucas informações conhecidas sobre a sua população no país, o que torna a espécie rara. O animal também é encontrado em países vizinhos como Paraguai, Argentina, Bolívia, Peru e Equador.

Você também deve apreciar:

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *