Hirochima uma das maiores atrocidades da humanidade
loading...

Hirochima uma das maiores atrocidades da humanidade

Uma bomba atômica é uma arma explosiva cuja energia deriva de uma reação nuclear e tem um poder destrutivo imenso — uma única bomba é capaz de destruir uma cidade inteira.

Bombas atômicas só foram usadas duas vezes em guerra, ambas pelos Estados Unidos contra o Japão, nas cidades de Hiroshima e Nagasaki, durante a Segunda Guerra Mundial.

Os ataques consistiram em um dos maiores de toda a história. Quase 200 mil mortos.
As potências nucleares declaradas são os EUA, a Rússia, o Reino Unido, a França, a China, a Índia, o Paquistão e Israel.

Pode soar estranho comparar Harry Truman com Gêngis Khan. Mas, para especialistas como Daniel Goldhagen, ele está no mesmo balaio que Hitler, Stalin, Pol Pot ou Mao. Ou seja, um pleno assassino em massa do século 20. No livro Worse than War, o cientista político e especialista em grandes atrocidades explica que Truman pode não ter sido um monstro como os quatro citados, pois os ataques nucleares ao Japão não foram atos deliberados de perseguição nem um projeto bizarro de uma nova nação, tampouco foram acompanhados de outros atos horrendos contra seu próprio povo, como aconteceu na União Soviética, no Camboja e na China. Além disso, a guerra mais sanguinária de todos os tempos, em que japoneses e americanos eram inimigos mortais, era o contexto.

Nagazaki, 1945

Nagazaki, 1945 (Reprodução/Reprodução)

 

Hiroshima

Em 30 de abril de 1945, em meio à tomada de Berlim pelas tropas soviéticas, Adolf Hitler cometia suicídio, e o almirante Doenitz formava novo governo, pedindo o fim das hostilidades. A capital alemã é ocupada em 2 de maio. Alguns dias depois, no dia 7, a Alemanha rendia-se incondicionalmente, em Reims.

A Segunda Guerra estava praticamente terminada. Os conflitos restantes aconteciam no Pacífico. E foi no Japão, mais precisamente em Hiroshima e Nagasaki, que a humanidade conheceu a mais terrível criação da tecnologia. Em 06 de agosto de 1945, era lançada a primeira bomba atômica em alvo humano.

A Guerra estava no fim, e Hiroshima permanecia intacta. O governo incentivava todos a manter as atividade cotidianas. Nesse momento, os japoneses ouviram o alarme indicando a aproximação de um avião inimigo. Era um B-29, batizado de “Enola Gay”, pilotado por Paul Warfield Tibbets Jr. Do avião, foi lançada a primeira bomba atômica sobre um alvo humano, batizada “Little Boy”.

Instantaneamente, os prédios desapareceram junto com a vegetação, transformando Hiroshima num campo deserto. Num raio de 2 quilômetros, do hipocentro da explosão, tudo ficou destruído.

Uma onda de calor intenso, emitia raios térmicos, como a radiação ultravioleta. Vários incêndios foram causados pelos intensos raios de calor emitidos pela explosão. Vidros e metais derreteram como lavas.

Uma chuva preta, oleosa e pesada, caiu ao longo do dia. Essa chuva continha grande quantidade de poeira radioativa, contaminando áreas mais distantes do hipocentro. Peixes morreram em lagoas e rios, e pessoas que beberam da água contaminada tiveram sérios problemas durante vários meses.

Você também deve apreciar:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *