NASA alerta: asteroide de 55 milhões de toneladas pode levar a Terra a destruição 2068
loading...

NASA alerta: asteroide de 55 milhões de toneladas pode levar a Terra a destruição 2068

O relatório mais recente do setor de rastreamento da NASA informou que um asteroide de 340m de diâmetro e 55 milhões de toneladas passará “próximo” à Terra em outubro de 2068. O risco de cataclismo é extremamente baixo, mas caso o asteroide saia de sua rota e entre no planeta, sua força destrutiva será igual a 2.700 megaton — para se ter ideia, a bomba de Hiroshima tinha entre 13 e 18 quiloton.

Apesar do risco de cataclismo, ou seja, transformação em grandes proporções da crosta terrestre, ser baixo, os cientistas alertam que devemos ficar espertos. O FT3 é um objeto rochoso monstruoso que mede 340 metros de diâmetro e chega a pesar 55.000.000.000 kg. Se ele se chocasse contra nosso planeta, atingiria a superfície a uma velocidade de 20,37 km por segundo, o equivalente à mais de 45.500 km/h.

Chamado de 2007 FT3, o asteroide passará a uma distância de 24 milhões de quilômetros da Terra, o que vale cerca de 62,5 vezes o espaço entre o planeta e a Lua.  É o que mostra a última atualização do site que monitora este tipo de acontecimento, datada de dezembro de 2018 — a  revisão antes desta, de 2017, dizia que a “aproximação” aconteceria ainda este ano.

O asteroide é uma rocha espacial que circunda o Sol dentro do cinturão entre Marte e Júpiter. A NASA vem monitorando sua rota desde 2007 e diz que há probabilidade dele passar “próximo” à Terra de novo em 2187.

O asteroide FT3 é uma rocha espacial do tipo Apollo, o que significa que segue uma órbita semelhante ao asteróide 1862 Apollo, e circula o Sol dentro dos limites do cinturão entre Marte e Júpiter. A NASA avistou a rocha pela primeira vez em 20 de março de 2007 e desde então confirmou a órbita dele com base em um total de 14 observações.

A agência espacial afirmou que “no caso improvável de que um evento de impacto em potencial persista até que a órbita esteja relativamente bem definida, a probabilidade de impacto e o risco associado tende a aumentar à medida que as observações são adicionadas”.

Felizmente, até o momento a probabilidade de impacto, apesar de existente, é baixa: para a aproximação de 3 de Outubro deste ano ela é de uma em 11 milhões, ou seja, há 99.9999908% de chance dele errar o alvo, para nossa sorte. Depois disso, a NASA estima outras possibilidades de impacto em 2 de Outubro de 2024 e 3 de Outubro de 2025.

Você também deve apreciar:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *