O que aconteceu com as bandeiras deixadas na Lua?
loading...

O que aconteceu com as bandeiras deixadas na Lua?

O dia 10 de julho de 1969, data na qual a espaçonave Apollo 11 pousou na Lua, entrou para a história. Depois de Neil Armstrong dar “um pequeno passo para o homem, um salto gigantesco para a humanidade”e de Buzz Aldrin ter se juntado a ele logo em seguida, os dois passaram cerca de duas horas e meia explorando, fotografando e coletando amostras do satélite antes de plantar uma bandeira dos Estados Unidos em sua superfície e voltar para a Terra.

Essa bandeira — feita de nylon comum e medindo aproximadamente 1,5 metro de altura por 90 centímetros de comprimento — não foi a única a ser deixada na superfície da Lua, já que missões subsequentes seguiram o mesmo exemplo. Contudo, será que elas continuam intactas depois de todos esses anos?

Material comum

(Créditos da imagem: NASA).

De acordo com o pessoal do Today I Found Out, o próprio Buzz Aldrin disse ter visto a primeira bandeira deixada na Lua ser derrubada quando os motores da Apollo 11 foram acionados para a viagem de volta. Além disso, considerando o inóspito ambiente no satélite — praticamente desprovido de atmosfera, sem falar da abrasiva poeira lunar —, todo mundo sempre acreditou que as bandeiras tinham provavelmente desbotado e se desintegrado completamente.

Aliás, a intenção nem era a de que as bandeiras durassem para sempre. Segundo o Today I Found Out, a primeira foi comprada por US$5,50 da fabricante de bandeiras mais antiga dos Estados Unidos, a Annim, de New Jersey. As demais bandeiras, deixadas na Lua durante as missões Apollo 12, 14, 15, 16 e 17 também eram totalmente ordinárias, dessas que qualquer um pode comprar.

Surpresa!

A última bandeira foi deixada na Lua em 1972 e, apesar de mais ninguém ter perambulado pela superfície do satélite desde então, diversas sondas foram enviadas até lá. Com o desenvolvimento tecnológico ao longo dos anos, esses equipamentos foram se tornando cada vez mais precisos, e em 2012 a sonda LROC (Lunar Reconnaissance Orbiter) registrou imagens que confirmam que a maioria das bandeiras continuam no satélite.

Sombra da bandeira. (Créditos da imagem: NASA).

Após avaliar as imagens em alta resolução enviadas pela sonda em diferentes momentos do dia — e estudar o movimento das sombras —, a NASA concluiu que todas as bandeiras, exceto pela deixada pela Apollo 11 e possivelmente a deixada pela Apolo 15, continuam em pé. E, embora essas duas não tenham sido detectadas pela LROC, se as demais sobreviveram, portanto, não seria demais assumir que as que caíram continuam existindo também.

Contudo, com respeito ao estado geral de conservação das bandeiras, parece existir um consenso de que as cores desapareceram e que o tecido se tornou branco. Por certo, as bandeiras não foram os únicos vestígios deixados pelos astronautas que foram registrados pela LROC. A sonda também encontrou vários equipamentos e rastros espalhados pela superfície lunar.

Referência:

  1. NASA. “July 20, 1969: One Giant Leap For Mankind. Acesso em: 29 out. 2017.

Você também deve apreciar: