Os 10 planetas mais estranhos do Universo
loading...

Os 10 planetas mais estranhos do Universo

Há muitos planetas estranhos no Universo…
1 — J1407-B (400 anos-luz): possui anéis 200 vezes maiores que os de Saturno. Se substituíssemos Saturno por este planeta, os seus anéis iriam ocupar uma área maior que a da lua cheia no nosso céu.

2 — HD 106906 b (300 anos-luz): é o planeta mais solitário conhecido, 11 vezes maior que Júpiter. Este planeta orbita a sua estrela numa distância 20 vezes maior do que a entre o Sol e Neptuno.

3 — TrEs-2b (750 anos-luz): é o planeta mais escuro conhecido pois reflete menos de 1% da luz que chega à sua atmosfera, menos do que a luz que reflete o carvão. A mínima fração de luz que não é absorvida faz com que o planeta brilhe numa cor vermelha.

4 — 55 Cancri e (40 anos-luz): o seu interior é feito de diamante. Aquando da sua formação, o carbono, com que era maioritariamente constituído, comprimiu-se, graças ao calor intenso e à pressão que exercia a sua estrela, ficando com um interior de diamante.

5 — Gliese 436 b:

é um planeta gelado, mas que está tão perto da sua estrela que a sua superfície gelada está constantemente a arder. Isto deve-se à gravidade que o centro do planeta exerce sobre o gelo, fazendo com que ele nunca derreta. Tem uma espessa atmosfera gasosa de hidrogénio mas, como orbita a sua estrela a apenas quatro milhões de quilómetros de distância, esta atmosfera está a evaporar-se, devido à radiação estelar. A nuvem resultante do hidrogénio disperso cria uma enorme cauda parecida com a de uma cometa na esteira do exoplaneta, enquanto este gira em torno da estrela, completando uma órbita em apenas 2,6 dias terrestres. Este planeta está muito longe da sua estrela, porém, migrou, nos seus primeiros anos de vida, na sua direção. No início, as sua atmosfera era uma mistura de hidrogénio e hélio, também com água e metano. Ao migrar, começa a aquecer, fazendo com que a sua atmosfera se expanda e a água se evapore. O hidrogénio é um gás leve e, ao longo de milhares de milhões de anos, é retirado da atmosfera, deixando uma cauda gasosa na sua esteira. À medida que o hidrogénio desaparece, o planeta fica com uma atmosfera dominada por hélio.
6 — WASP-12b: orbita tão perto da sua estrela que esta está a retirar-lhe massa. É também o planeta com maior velocidade orbital e o mais quente conhecido, com 2250ºC.

7 — Gliese 581 c: pode suportar vida, apesar de ser um planeta completamente diferente da Terra pois, além de orbitar uma anã vermelha, apresenta sempre a mesma face virada para ela, fazendo com que metade do planeta esteja 24 horas com luz e a outra metade escura para sempre. A vida pode existir nas zonas de penumbra, onde irá ser um por-do-sol constante. Se houver lá plantas, estas irão ser pretas, para absorver todo o espetro luminoso.

8 — GJ 1214b: é um planeta sem terra, apenas um oceano de água muito profundo, fazendo com que possa suportar vida marinha.

9 — WASP-17b: é o segundo maior planeta alguma vez descoberto, duas vezes maior que Júpiter. É o único planeta conhecido que tem uma órbita retrógrada, ou seja, orbita na direção contrária da sua estrela.

10 — HD 188753 (151 anos-luz): está num sistema com três estrelas.

Você também deve apreciar:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *