Pentágono admite abertamente: 'Gastamos milhões para investigar óvnis'
loading...

Pentágono admite abertamente: ‘Gastamos milhões para investigar óvnis’

Pentágono admitiu, pela primeira vez, que fez um financiamento milionário de um programa secreto para investigar a aparição de “objetos voadores não identificados” (óvnis) entre os anos de 2007 e 2012.

Apesar do Departamento de Estado informar que o projeto foi encerrado, o jornal The New York Times confirmou com uma funcionária da entidade que o programa ainda está sendo realizado e que ele foca em relatos de militares norte-americanos que avistaram objetos estranhos.

De acordo com os dados oficiais, foram gastos US$ 22 milhões com o programa. Os jornais norte-americanos informam que os relatos se focam em óvnis que não tinham um sistema de propulsão semelhante ao nosso e que atingiam altas velocidades de maneira muito rápida.

Batizado de “Programa de Identificação Avançada de Ameaças de Aviação”, o grupo de especialistas também analisou centenas de vídeos gravados durante voos – incluindo a gravação de 2004, quando um objeto oval branco é seguido por dois jatos da Marinha na Califórnia.

“O Programa de Identificação Avançada de Ameaças de Aviação foi concluído em 2012. Determinou-se que havia outra questões mais prioritárias que mereciam financiamento e foi com a melhor das intenções que o Departamento fez essa mudança. O Departamento leva muito a sério todas as ameaças e ameças em potencial ao nosso povo “, diz o porta-voz da entidade, Thomas Crosson.

Há décadas, os objetos são alvos de ações nos Estados Unidos, também por parte do Exército. Em 1947, a Aeronáutica começou uma série de análises para verificar mais de 12 mil incidentes relatados por militares. Essas investigações foram encerradas em 1969 e o projeto ficou mundialmente conhecido como “Project Blue Book”.

Recentemente, a China anunciou que finalizou as obras de seu radiotelescópio para a detecção de vida fora da Terra.

Os documentos desclassificados também mostram que o fenômeno UFO não é algo novo e que o governo vem pesquisando por décadas, mantendo todas as informações escondido do público em geral.

O programa secreto foi executado por um oficial da inteligência militar, Luis Elizondo, no quinto andar de C Anel do Pentágono, profundamente dentro labirinto do edifício, relata o NY Time.

Militares norte-americanos investigaram incidentes com óvnis. [foto de arquivo]
Militares norte-americanos investigaram incidentes com óvnis. [foto de arquivo]

Foto: EPA / Ansa – Brasil

Esta é a primeira vez que o Pentágono reconheceu a existência do programa secreto, e caçadores de OVNIs em todo o mundo se alegrar como eles vêem isso como um sinal de que UFO divulgação está próximo.

Na carta de demissão que Elizondo enviado para o secretário de Defesa James Mattis, de acordo com o tempo, ele afirmou que o governo deve levar o assunto a sério.

Elizondo acrescentou que “continua a haver uma necessidade vital para determinar a capacidade ea intenção desses fenômenos em benefício das forças armadas e da nação.”

Não devemos esquecer que a Força Aérea debruçou-se sobre o fenômeno UFO antes. Como parte do chamado programa de Projeto Livro Azul , a Força Aérea investigou OVNIs entre 1947 e 1969 caleiras milhares de documentos sobre veículos aéreos não identificados.

Em 1947, em 1947, a Força Aérea dos EUA lançou o Projeto Sign com o objetivo da coleta, recolha, avaliação e distribuição dentro do governo todas as informações relacionadas com avistamentos de OVNIs, sob a premissa de que os OVNIs poderia ser real e devido a preocupações de segurança nacional ”.

Você também deve apreciar:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *