Pirâmides encontradas na Rússia seriam as mais antigas do mundo
loading...

Pirâmides encontradas na Rússia seriam as mais antigas do mundo

As pirâmides recentemente descobertas na Península de Kola, na Rússia, podem provar que uma antiga e desconhecida civilização já existia naquela região.

As pirâmides descobertas por arqueólogos na península de Kola, localizada no círculo polar ártico, comprovam a existência de uma civilização muito antiga no território da Rússia.

As escavações arqueológicas próximas às pirâmides de Kola foram retomadas recentemente e, de acordo com estimativas preliminares, elas teriam, no mínimo, o dobro da idade das construções egípcias. As enormes lajes de pedra teriam sido construídas entre 9.000 e 40.000 anos atrás.

Geoglifos no Monte Ninchurt.
Outro fator interessante nas construções é que todas as pirâmides estão posicionadas na direção Leste-Oeste, como as pirâmides de Gizé, no Egito.

Os arqueólogos também descobriram que as pirâmides passaram por reformas, ou foram reconstruídas pelo menos três vezes em diferentes momentos, cada vez aumentando mais a sua altura.

Outras descobertas importantes foram os restos de um antigo observatório astronômico em formato de labirinto, um reservatório de água com 15 metros, uma estrada de pedra de 2 km entre o Lago Lovozero e o Lago Seydozero, um anfiteatro de pedra e diversos geoglifos.

“Durante a subida do Monte Ninchurt, você pode ver os restos de um centro cultural, parcialmente coberto de solo rochoso, ferro e gelo. Também vemos ruínas megalíticas, vestígios de instalações de defesa, placas gigantes de formas geométricas regulares, degraus, paredes claramente cortadas de origem antropogênica, uma página de um manuscrito em pedra, com um tridente e uma flor parecida com a flor de lótus e um antigo observatório astronômico”, diz Valery Demin, do Instituto de Geofísica Polar. “O comprimento total do perfil geográfico da região do lago Seydozero é de dois quilômetros, e vai da clareira ao pé do Monte Ninchurt. Do ponto de vista geológico, ninguém pode explicar, até agora, como uma passagem subterrânea que leva até a montanha foi formada em rochas locais, onde nenhuma cavidade deveria existir. No fundo do lago vemos uma caverna subterrânea com piso e teto de pedra e, de acordo com as conclusões da expedição, os blocos de pedra tinham caráter antrópico, e o período de tratamento artificial desses blocos variou entre 9.000 e 8.000 a.C.”.


Ruína megalíticas no Monte Ninchurt.
Tudo isso confirma a idéia de que alguns dos ancestrais da humanidade eram da região polar e que um desastre natural os forçou a migrar.

A Lenda de Hyperborea
Alguns especialistas alegam que a primeira e mais antiga civilização humana, a que o mito grego de Hyperborea se refere, teria se desenvolvido nessa região.

O mito de Hyperborea, se refere a um país distante, ao norte da Grécia e que, segundo o historiador grego Heródoto, seria um “país perfeito”, iluminado durante seis meses por ano pelo Sol, fenômeno que ocorre apenas na área polar.

No início dos anos 1920, uma expedição científica liderada pelo famoso escritor e pesquisador, Alexander Barchenko, estava realizando pesquisas na península de Kola.

Península de Kola
A hipótese de Barchenko era que a humanidade se originou no norte e que havia deixado a região entre 10.000 a 12.000 anos atrás, por causa de um cataclismo climático do qual falam os textos antigos, obrigando o povo hiperbóreo a deixar a área da península de Kola e avançar em direção ao sul.

Barchenko também estava convencido de que os hiperborianos eram uma civilização altamente desenvolvida e, segundo o pesquisador, eles conheciam o segredo da energia atômica e o processo de construção e controle de veículos voadores.

Barchenko extraiu essas convicções dos resultados de sua pesquisa, de acordo com a mitologia nórdica-celta, a tradição dos xamãs Saami que viviam na península de Kola, e da lenda oral dos Borgis, que fala sobre um mar branco, totalmente congelado, no qual os sobreviventes caminharam após a glaciação de seu país.

Até agora, era apenas uma questão de mitologia e lendas, mas hoje, os resultados da pesquisa de campo parecem confirmar que o mito de Hyperborea teve uma base real que poderia ser encontrada na península de Kola.

Você também deve apreciar:

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *