Radiotelescópio ultrapoderoso consegue ver superfície de planetas distantes
loading...

Radiotelescópio ultrapoderoso consegue ver superfície de planetas distantes

Graças a uma nova atualização do Green Bank Telescope (GBT) em West Virgínia (EUA), o maior radiotelescópio totalmente direcional do mundo, os cientistas poderão ter visões sem precedentes da superfície de objetos no Sistema Solar.

Em um teste os cientistas conseguiram usar o telescópio para obter imagens do local de pouso na Lua da Apollo 15, mostrando objetos de até cinco metros de diâmetro.

Um novo transmissor de rádio desenvolvido pela empresa Raytheon permitiu que o GBT enviasse sinais de rádio que foram então recebidos pelo Very Long Baseline Array (VLBA), um sistema de 27 antenas no Havaí.

Esses dados foram então usados por cientistas para criar imagens de radar de alta resolução, o ápice de dois anos de pesquisa. Antes da atualização, o GBT era apenas um receptor de sinais de rádio.

“Quando o sinal refletido voltar, você pode usá-lo para criar uma imagem do objeto de onde o sinal foi saltado”, disse Dave Finley, porta-voz do Observatório Nacional de Radioastronomia, ao Albuquerque Journal.

Um transmissor maior
Usando dados coletados durante o teste, os cientistas esperam construir um sistema de radar de 500 quilowatts, incluindo um transmissor ainda maior, que pode fazer observações de outros objetos além de Urano e Netuno com detalhes e sensibilidade sem precedentes.

“O sistema planejado será um avanço na ciência dos radares, permitindo o acesso a características nunca antes vistas do Sistema Solar daqui mesmo na Terra”, disse Karen O’Neil, diretora do site do Observatório green bank, em comunicado.

 

Você também deve apreciar:

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *