Telescópio Espacial Hubble descobre a estrela mais distante já observada no Universo
loading...

Telescópio Espacial Hubble descobre a estrela mais distante já observada no Universo

Icarus (ou Ícaro) é a estrela mais distante que já vimos em todo o espaço, em toda a história da astronomia – estamos vendo o Universo em seu início!

As distâncias no Universo são tão grandes que chegam a ser inimagináveis! Pense na estrela mais próxima do Sistema Solar, a Proxima Centauri, está a 4,2 anos-luz de distância, chega a ser assustador… imagine então a mais distante?!!

 Pois acredite: ela foi observada. Pode até não ser a estrela mais distante DE FATO, mas ao menos trata-se da estrela mais distante JÁ OBSERVADA. Sua distância? 9 bilhões de anos-luz da Terra, de acordo com o estudo divulgado na revista Nature Astronomy.

A estrela, chamada Icarus (ou Ícaro em português), foi descoberta por uma equipe internacional de pesquisadores, liderada por Patrick Kelly, incluindo o professor assistente da Escola de Ciências da Universidade de Tóquio, Masamune Oguri.

Utilizando o telescópio espacial Hubble, os pesquisadores observavam o aglomerado de galáxias MACS J1149 + 2223, a 5 bilhões de anos-luz de distância, quando notaram uma cintilação estranha ao fundo. Uma análise mais detalhada revelou que a luz não era proveniente de uma estrela em explosão, mas sim de uma estrela azul.

O aglomerado de galáxias, por conter muita densidade e um poder gravitacional extremo, havia dobrado o espaço-tempo e ampliado a imagem de uma estrela que estava ao fundo, mas muito mais distante. Esse efeito, chamado de “lente gravitacional”, ampliou a estrela de fundo em 2.000 vezes, e revelou uma descoberta magnífica – a estrela mais distante já observada em todo o Universo.

Icarus - a estrela mais distante do universo
Esta é uma captura de Ícaro feita pelo Telescópio Espacial Hubble.
A imagem da esquerda mostra o aglomerado de galáxias MACS J1149 + 2223 e a posição de Ícaro.
As imagens à direita mostram como Ícaro não era visível em 2011 e se tornou visível em 2016.
Créditos: NASA / Hubble

A descoberta de Ícaro também é importante para os pesquisadores que estudam a matéria escura, porque sua interação com a matéria tem um efeito pronunciado para o padrão das estrelas ampliadas. De acordo com o padrão apresentado pelas estrelas ampliadas, os pesquisadores revelaram nesse estudo que é possível excluir a possibilidade de que a matéria escura é composta principalmente de um grande número de buracos negros com massas dezenas de vezes maiores que o Sol.

Espera-se que mais estrelas ampliadas pelo efeito “lente gravitacional” sejam descobertas, sobretudo quando o próximo telescópio espacial, James Webb, se tornar operacional. Com isso, aprenderemos um pouco mais sobre a matéria escura.

Imagens: (capa-NASA) / NASA / Hubble / divulgação

[embedded content]

 

Você também deve apreciar: